Jorge Amado, escritor

“Descreva em uma frase o seu amor por chocolate

"Princesinha do Sul"

Jorge Amado, escritor de Gabriela Cravo e Canela

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

A jornalista do SBT Rachel Sheherazade usou seu twitter, nesta terça-feira (15), para criticar a atriz Leandra Leal. Em um post ela disse ser um "paradoxo da esquerda caviar" a global se dizer a favor da legalização do aborto e liderar mais uma vez a campanha do programa "Criança Esperança", ao lado de Lázaro Ramos, Dira Paes e Flávio Canto. Vários seguidores questionaram a opinião da comunicadora. "Te admiro e sou apaixonado pelas suas opiniões, mas tá um pouco exagerada essa sua militância política, essa comparação da Leandra está tosca", "Não é mesmo. Uma coisa é entender que o aborto existe e é uma questão de saúde publica, outra é ajudar quem nasceu e passa necessidades". "Associação mais ridícula, associar doações para programas sociais de ajuda infantil, com aborto! que limites o pseudo jornalismo chegou!", foram alguns dos comentários.







Fonte: Holofote







Começa a ser depositado nesta quinta-feira (27) 
o abono salarial PIS-Pasep 2017-2018. No caso 
do PIS, o pagamento será para trabalhadores da 
iniciativa privada nascidos em julho, e no do Pasep 
é para servidores públicos com final da inscrição 0.
De acordo com o calendário, quem nasceu nos 
meses de julho a dezembro receberá o PIS ainda 
no ano de 2017. Já os nascidos entre janeiro e junho
receberão no primeiro trimestre de 2018. Em 
qualquer situação, o recurso ficará à disposição do 
trabalhador até 29 de junho de 2018, prazo final 
para o recebimento.
Nesta primeira etapa, está previsto o pagamento 
a mais de 2 milhões de trabalhadores, que totalizam 
R$ 1,4 bilhão. Para o exercício 2017/2018 serão 
destinados R$ 16,9 bilhões para pagamento do 
abono salarial a 24 milhões de trabalhadores.
O valor do abono varia de R$ 78 a R$ 937, 
dependendo do tempo em que a pessoa trabalhou 
formalmente em 2016. Trabalhadores da iniciativa 
privada retiram o dinheiro na Caixa Econômica 
Federal, e os servidores públicos, no Banco do 
Brasil. É preciso apresentar um documento de 
identificação e o número do PIS/Pasep.
Tem direito ao abono salarial quem recebeu, em 
média, até dois salários mínimos mensais com 
carteira assinada e exerceu atividade remunerada 
durante, pelo menos, 30 dias em 2016. É preciso 
ainda estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos 
cinco anos e ter os dados atualizados pelo 
empregador na Relação Anual de Informações 
Sociais (Rais), ano-base 2016.
No caso do PIS, para quem é correntista da Caixa, 
o pagamento é feito 2 dias antes do restante dos 
outros trabalhadores. 
Veja calendário do PIS abaixo:








Já no caso do Pasep, o crédito em conta para 
correntistas do Banco do Brasil será efetuado 
a partir do 3º dia útil anterior ao início de cada
período de pagamento, conforme 
cronograma abaixo:








Novas regras

Desde o ano passado, o valor do abono é 
associado ao número de meses trabalhados 
no exercício anterior. Portanto, quem trabalhou 
um mês no ano-base 2016 receberá 1/12 do 
salário mínimo. Quem trabalhou 2 meses
receberá 2/12 e assim por diante. Só receberá 
o valor total quem trabalhou o ano-base 2016 
completo.
Por exemplo, se o período trabalhado foi de 
12 meses, vai receber o valor integral do 
benefício, que é de um salário mínimo (R$ 937). 
Se trabalhou por apenas um mês, vai receber 
o equivalente a 1/12 do salário (R$ 78), e assim 
sucessivamente.

Rendimentos do PIS=  De acordo com a Caixa, 

quando o saque do PIS não é efetuado, o valor é

incorporado ao saldo de quotas. Ao final do exercício 

financeiro (29 de junho de 2018), após a atualização

do saldo, os rendimentos são disponibilizados para 

saque no novo calendário. Os rendimentos variam 

conforme o saldo existente na conta do PIS 

vinculada ao trabalhador.

Quem tem direito e como sacar=Para sacar o 

abono do PIS, o trabalhador que possuir Cartão

do Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir 

aos terminais de autoatendimento da Caixa ou a 

uma casa lotérica. Se não tiver o Cartão do Cidadão, 

pode receber o valor em qualquer agência da Caixa, 

mediante apresentação de documento de 

identificação. Informações sobre o PIS também 

podem ser obtidas pelo telefone 0800-726 02 07 

da Caixa.

Os servidores públicos que têm direito ao Pasep 

precisam verificar se houve depósito em conta. 

Caso isso não tenha ocorrido, precisam procurar 

uma agência do Banco do Brasil e apresentar um 

documento de identificação. Mais informações 

sobre o Pasep podem ser obtidas pelo 

telefone 0800-729 00 01, do Banco do Brasil.

Reabertura do calendário 2016/2017= Os trabalhadores 

que não sacaram até o dia 30 de junho o abono

salarial referente ao calendário 2016/2017, 

ano-base 2015, também terão nova oportunidade 

para sacar o benefício. O valor estará disponível

para saque a partir desta quinta-feira e vai até 28 de

dezembro.

O Ministério do Trabalho disponibiliza uma ferramenta 

de consulta, para o trabalhador saber se tem direito ao

abono salarial ano base 2015, pelo link http://verificasd.mtb.gov.br/abono/. Informações também 

podem ser obtidas pelo telefone 158 da Central de 

Atendimento Alô Trabalho do ministério.







Fonte: G1
Mari Antunes, cantora da banda Babado Novo, radicalizou e mudou o visual. A baiana está com os cabelos longos e loiríssimos, após um alongamento com a técnica chamada “Instant Hair” que deixa os cabelos com comprimento maior em 20 minutos. “Amando meu new hair”, disse a artista.  Mari está em Vila Velha, no Espírito Santo, há cerca de um mês, imersa na gravação do novo repertório do Babado Novo. A cantora prometeu novidades da banda em breve.  






Fonte: Holofote










Um lavrador de 40 anos foi preso na cidade 
de Rafael Jambeiro, centro norte da Bahia, 
suspeito de estuprar as três filhas, quando elas
tinham 5, 12 e 16 anos, de acordo com a 
Políca Civil.
A denúncia do crime foi feita há dois anos, mas 
o mandado de prisão preventiva contra ele só 
foi cumprido na quarta-feira (16). Ele nega 
as acusações.
Segundo a polícia, a mãe das vítimas denunciou
o caso ao Conselho Tutelar em 2015 e se 
separou do companheiro. O inquérito foi aberto 
e a polícia começou a investigar o caso. No 
entanto, a polícia afirma que só conseguiu 
ouvir as vítimas em depoimento neste ano, 
porque elas moram na zona rural, em uma 
localidade conhecida como “Mocó”.
As vítimas passaram por exame de corpo de 
delito à época do crime. A polícia não soube 
informar há quanto tempo ocorriam os abusos. 
Até a manhã desta quinta-feira (17), o suspeito
está detido na delegacia de Rafael Jambeiro.



Fonte: G1










Morreu, na manhã desta quinta-feira (17), 
aos 78 anos, o ator Paulo Silvino, que lutava 
contra um câncer no estômago. Segundo a 
Central Globo de Comunicação, o humorista 
morreu em casa, na Barra da Tijuca, Zona Oeste 
do Rio, no início da manhã. Em redes sociais, 
o filho mais novo do ator, João Paulo Silvino, 
lamentou a morte do pai. "Que Deus te receba 
de braços abertos meu pai amado".
“Ser comediante nasceu por acaso. Talvez seja pela 
minha desfaçatez, porque eu nunca tive inibição de
máquina. Tenho tranquilidade com a câmera e tive 
vantagem em televisão por isso. O riso dos 
cinegrafistas é o meu termômetro”. Paulo Silvino.
Segundo a família, Silvino chegou a ser submetido 
a uma cirurgia no ano passado, mas o câncer se 
espalhou e a opção da família foi que ele fizesse 
o tratamento em casa. A filha do humorista, Isabela 
Silvino, também usou as redes sociais para falar 
sobre a morte do pai. "Amigos, obrigada por todas
as mensagens. Ainda estou naquele processar 
isso tudo. Mas posso dizer que ele foi bem. Sem 
sofrer.", afirmou.
O artista estreou na TV Globo em 1966, apresentando 
o Canal 0, programa humorístico que satirizava 
a programação das emissoras de TV.
Paulo Ricardo Campos Silvino cresceu nas coxias 
do teatro e nos bastidores da rádio. Isso porque 
seu pai, o comediante Silvério Silvino Neto, 
conhecido por realizar paródias de figuras públicas 
no Brasil dos anos 1940 e 1950, levava o menino 
para acompanhar seu trabalho. Paulo Silvino 
também mostrava talento para a música, revelado 
durante as aulas que tinha com a mãe, a pianista 
e professora Noêmia Campos Silvino.
“Eu nasci nisso. Com seis, sete anos de idade,
frequentava os teatros de revista nos quais o papai 
participava. Ele contracenava com pessoas que 
vieram a ser meus colegas depois, como o 
Costinha, a Dercy Gonçalves.”, disse o ator em 
entrevista ao Memória Globo.








Vida artística

Autor de bordões que não saem da boca do 
povo, Paulo iniciou a carreira no rádio, mas já 
nos anos 1960 se juntou ao elenco da TV Rio. 
Entre idas e vindas na Globo, estrelou Balança 
Mas Não (1968) e teve destaque nos programas 
humorísticos Faça Humor, Não Faça Guerra (1970),
 Uau, a Companhia (1972), Satiricom (1973), 
Planeta dos Homens (1976), e Viva o Gordo (1981). 
Em Zorra Total (1999), seu personagem 
Severino (que analisa "cara e crachá") se 
tornou popular.
Silvino nasceu no Rio de Janeiro em 27 de julho 
de 1939 e pisou num palco pela primeira vez aos 
nove anos de idade, quando se atreveu a soprar 
as falas para um ator de uma peça que o pai 
participava. Na adolescência, ele se apresentava
 como crooner de um conjunto de rock, 
acompanhado por músicos como Eumir 
Deodato (acordeon), Durval Ferreira (guitarra) e 
Fernando Costa (bateria).
Seu lado cômico já se manifestava durante os 
números do quarteto. Quando cantava 
Singin' in the Rain, por exemplo, costumava abrir 
um guarda-chuva no palco. A primeira 
performance profissional aconteceu em 1956. 
Anunciado como Paulo Ricardo, para evitar 
associações com o pai, cantou dois sucessos 
de Little Richards para a platéia do Programa 
César de Alencar, na Rádio Nacional. Durante 
a apresentação, rasgou as próprias roupas e, 
apoteoticamente, comeu o medalhão de "ouro" 
que estava usando, na verdade, um biscoito 
pintado de amarelo.
Na década de 1970, o comediante trabalhou nos 
programas Faça Humor, Não Faça Guerra (1970), 
Uau, a Companhia (1972), Satiricom (1973) e 
Planeta dos Homens (1976). Deixou sua marca 
como intérprete de personagens lunáticos e 
criou bordões absurdos como "Ah, eu preciso 
tanto!", "Eu gosto muito dessas coisas!", "Guenta! 
Ele guenta!", "Ah, aí tem!" e "Dá uma pegadinha!".






Fonte: G1